terça-feira, 3 de maio de 2011

Falo pouco

Tenho 'falado' menos porque estou trabalhando muito.

Aqui mais algumas corajosas da Poesia:


Verso em vento lilás
http://www.ventolilas.blogspot.com/
.
Gladis Deble Poesia
http://gladisdeblepoesia.blogspot.com/




Ontem fiz este poeminha que um pouco me explica...



Do que não falo

Falo pouco
e apenas quando quero

porque...
de que adianta dizer
das coisas tantas que venero

se...
quem ouve não vê
o transe no qual me desespero

se...
quem ouve não lê
o que no meu íntimo gero

e...
quem sente prazer
em ouvir tanto lero-lero?

Anorkinda

.

4 comentários:

Viviane Ramos disse...

Euuuuuuuuuuu!!rsrsr

Amo teu lerolero!!

Aqui tá tão gostoso!
Parabéns!!

beijo!

Anorkinda disse...

bjs, vidinha minha!

É comigo??? disse...

Isso é bem universal!Nossos mundos são tão particulares e intensos aos nossos sentidos que só uma empatia imensa pode compreender alguém além de si!
Muito bom seu poema!Não direi que me identifiquei pois não acho que haja alguém que diga que não se encontrou nessas suas linhas!
Abração pra vc, e tenha um lindo fim de semana!!!

É comigo??? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.