sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Irmães VELOSO

Hoje quero contar de uma alegria que vivi nesta semana...
resultado das alegrias do ano passado...hehehe

Chegou aqui em casa um exemplar-modelo do livro das
IR(MÃES) AMÉLIA E ARABELA VELOSO!

eu fiz uma das orelhas!

(clique para ampliar)

O livro ainda não está à venda, assim que estiver, aviso aqui! \o/

vou deixar uma amostra dessas beldades da poesia:

EU VENERO

Venero o ar,
venero o sol,
venero o mar
e o arrebol.

Venero o amor,
venero o carinho,
venero a flor
e seu espinho.

Venero a poesia,
venero a palavra,
venero a alegria
e tudo que ela traga.

Venero a energia,
venero a luz,
venero o dia
e a noite que me seduz.

Venero a chegada,
venero a partida,
respeito a morte,
venero a vida.

Amélia de Morais

........

Rosas da manhã

Se tu queres dar-me flores
Deixe que eu mesma escolha
Não será escolha vã.
Não quero cravos, hortênsias.
Não quero orquídeas ou dálias.
Quero rosas da manhã.

Haverá de ser bonito
Encontrá-las na varanda
Vermelhas como maçã.
Mas não num bouquet, cortadas.
Quero-as num vaso, plantadas.
Lindas rosas da manhã!

E amanhã, quando as pessoas
Se espantarem com a beleza,
O viço e a maciez de lã,
Eu lhes direi, orgulhosa:
Foi o amor que me deu as rosas.
Minhas rosas da manhã!

Arabela Morais

Um comentário: